Seguro de vida com cobertura de doenças graves

No início do mês de fevereiro recebemos de uma colega da área dos seguros o e-mail que abaixo transcrevo e que nos deixa a preocupação de cada vez mais divulgarmos este tipo de solução junto dos nossos clientes.
Não somos médicos, nem podemos ajudar na cura da doença, mas somos consultores profissionais de seguros em quem pode confiar no momento da contratação de uma apólice de seguro de vida que garante para além das coberturas habituais de morte ou invalidez um capital que pode ser utilizado após o diagnóstico de uma doença grave.

“ Bom dia,

O intuito do meu email não é assustar-vos nem estragar o fim-de-semana, mas a verdade é que ontem deitei-me com um assunto na cabeça e hoje logo cedo despertei e não consegui dormir mais. Achei que era pertinente e que deveria partilhar com toda gente, sobretudo porque na minha profissão (e na vossa) está ao meu alcance fazer algo que mude para melhor a vida de alguém.

Sem rodeios vou direta ao assunto. Ontem estive em Coimbra numa reunião, eram 10 convocados e 4 pessoas faltaram. Cancro. Isso mesmo, cancro. Com todas as letras e sem eufemismos. De 10 pessoas 4 faltaram porque foram ao médico ser reavaliadas, intervencionadas ou fazer tratamentos. E sabem o pior de tudo? É que não é uma coincidência, é uma realidade. Estima-se que 1 em cada 3 pessoas tenha ou venha a desenvolver cancro e daqui a 10 anos será 1 em cada 2. Assustador, não é? Eu acho que sim.

seguro de vida doenças graves

Em Portugal o cancro é a segunda maior causa de morte, logo atrás das doenças cardiovasculares que felizmente estão a decrescer em virtude da aposta na prevenção e na mudança de hábitos de saúde e vida saudável. Uma em cada quatro mortes em Portugal são por cancro, os homens continuam a ser mais afetados do que as mulheres por esta doença.

seguro de vida doenças graves

Assim como nas doenças cardiovasculares também há fatores / hábitos saudáveis que podem reduzir a taxa de incidência de cancro para 50%. Parecem coisas simples e na verdade são, mas todas juntas fazer com que a máquina que é o nosso corpo funcione melhor por mais anos. A esperança média de vida é uma das causas para o aumento da taxa de incidência do cancro, vivemos mais anos, façamos para que sejam anos felizes.

seguro de vida doenças graves

Nem tudo é negro, também há boas notícias. Sabemos que os avanços na ciência farão a médio prazo com que a probabilidade de cura seja cada vez maior, se não ignorarmos todos os conselhos acima.

seguro de vida doenças graves

Como comecei por dizer a nossa profissão permite-nos ter uma voz ativa nesta realidade. Não podemos evitar que os nossos clientes venham a sofrer deste mal mas podemos ajudar a amenizar o sofrimento daquela pessoa ou daquela família. A contratação de um seguro de vida com a cobertura de doenças graves que disponibiliza à pessoa segura no momento do diagnóstico a totalidade do capital seguro sem dúvida fará a diferença naquela família. Só quem ainda não teve o privilégio de salvar alguém desconhece o sentimento avassalador que nos inunda.

Quando esta doença aparece vemos os nossos rendimentos afetados e as despesas a aumentar sejam elas com deslocações ao hospital, estadias da pessoa que acompanha o doente, tratamentos, medicamentos, medicina alternativa para minorar os sintomas, entre tantas outras. As prestações continuam a cair, as despesas fixas como a água, luz, gás e telecomunicações mantêm-se, os miúdos continuam nos colégios ou creches e nas atividades extracurriculares.

Façam um favor a vocês mesmos e divulguem este email, façam isso por vocês, sintam-se ativos nesta causa e salvem alguém!”

O que garante o seguro de vida na cobertura de doenças graves?

Por esta cobertura complementar o Segurador garante, em caso de ocorrência pela primeira vez de Doença Grave manifestada pela Pessoa Segura durante a vigência do contrato, o Capital Seguro pela cobertura principal, no limite máximo de € 150.000,00. Considera-se data de ocorrência a data em que a Doença Grave é diagnosticada.

Consideram-se Doenças Graves: cancro, cirurgia de “By-Pass” coronário, enfarte do miocárdio, insuficiência renal terminal, acidente vascular cerebral e transplante de um órgão principal.

Neste caso em especifico estamos a falar do seguro de vida com a cobertura complementar de doenças graves da seguradora Real Vida.

O que exclui o seguro de vida na cobertura de doenças graves?

  1. Intervenção cirúrgica, desde que esta se não imponha como consequência de doença ou acidente;

  2. Ferimentos ou lesões provocadas por actos de sequestro, tumultos, insurreição, motins, rixas, terrorismo ou sabotagem, qualquer que seja o lugar em que se desenrolem os acontecimentos e quaisquer que sejam os protagonistas, desde que a Pessoa Segura tome parte activa, excepto em caso de legitima defesa;

  3. Doença, terapia, intervenção cirúrgica, tratamento médico e/ou acidentes anteriores à entrada da apólice de seguro;

  4. Doença acompanhada de infecção por HIV;

  5. Qualquer doença e/ou intervenção cirúrgica não definida na presente cobertura complementar;

  6. Os actos e respectivas consequências de doença ou acidente provocados intencionalmente pela Pessoa Segura ou com a sua cumplicidade, bem como a tentativa de suicídio deste;

  7. O consumo de drogas e/ou estupefacientes não prescritos por médico;

  8. As doenças e/ou acidentes originados pelo consumo excessivo de álcool.

Pretendo uma simulação, como faço?

Pode fazer a sua simulação no link PEDIR SIMULAÇÃO preenchendo os dados necessários ou
CONTATE-NOS.

Faça um favor a si mesmo e divulgue este artigo, faça isso por si e pelos seus, sinta-se ativo nesta causa e ajude a salvar alguém!

Porque a Luta contra uma doença oncológica começa na prevenção e os finais felizes são cada vez mais uma realidade!!!

Seja positivo, mantenha hábitos de vida saudáveis e salvaguarde-se contra uma realidade que pode e deve ser combatida!!!